Oftalmologia Veterinária

As doenças oculares mais frequentes em cães e gatos são: catarata, ceratoconjuntivite seca (olho seco), úlceras de córnea, glaucoma, prolapso da glândula da terceira pálpebra, uveíte, neoplasias e outras alterações palpebrais.

Quando procurar um Veterinário Oftalmologista?

Deve-se procurar um Veterinário especialista em Oftalmologia Veterinária sempre que uma ou mais das seguintes alterações forem observadas:

  • Olhos vermelhos
  • Presença de secreção ocular
  • Alterações do aspecto do olho – esbranquiçado, azulado, avermelhado, etc…
  • Alterações de tamanho ou posição do globo ocular
  • Assimetria entre os olhos
  • Olhos fechados, piscando excessivamente
  • Fotofobia (desconforto associado à claridade)
  • Prurido (coceira) nos olhos

Informações sobre as doenças oftalmológicas em animais

As alterações oculares são frequentes em cães e gatos, podendo trazer desconforto ao animal ou comprometimento da visão. O uso de métodos de diagnóstico específicos e a indicação do tratamento adequado são fundamentais para manutenção da qualidade de vida desses pacientes e, em muitos casos, permitem a preservação da visão.

As doenças oftalmológicas podem estar relacionadas à predisposição genética, senilidade, infecções, traumas, neoplasias, doenças sistêmicas, entre outras causas. Exemplos de predisposição racial são os Poodles e Schnauzers, predispostos ao desenvolvimento de catarata juvenil; ou os cães da raça Shih-tzu e gatos persas, que devido à sua conformação facial tem maior exposição da córnea e são predispostos ao desenvolvimento de doenças da superfície ocular como as ceratites ulcerativas.

Doenças sistêmicas de causas diversas (infecções, tumores, endocrinopatias, etc…) podem levar ao envolvimento ocular, sendo este, em muitos casos, a primeira alteração observada pelo proprietário, levando-o a procurar atendimento Veterinário. Nestes casos o diagnóstico oftalmológico adequado, realizado por um Médico Veterinário Oftalmologista, pode ser fundamental para identificar a doença de base e permitir o tratamento necessário para sobrevida do paciente. Um exemplo é a Diabetes Mellitus, que frequentemente causa catarata em cães, onde é comum a perda da visão ser a primeira alteração observada pelo proprietário. Em gatos algumas viroses sistêmicas podem ser associadas a alterações oculares de gravidade variável, podendo manifestar–se como uveítes (inflamação intra-ocular), conjuntivites e ceratites ulcerativas (úlceras de córnea).

Portanto, o exame oftalmológico periódico é fundamental para diagnosticar precocemente e prevenir complicações associadas a estas doenças, representando um cuidado importante com a saúde dos animais.

O que você procura?

Saiba mais sobre os nossos serviços

Quer agendar serviços para o seu pet?
Entre em contato conosco!
Clique nos botões para nos contatar por telefone ou WhatsApp